Ecoturismo. Uma alternativa para o Desenvolvimento

Este tema representa para o Século XXI, um dos setores que devem mais crescer, nem tanto em sua dimensão econômica, se não na velocidade de seu desenvolvimento. As viagens ao estrangeiro triplicaram-se desde a década de setenta, passando de 179 milhões a nada menos que 613 milhões no final do século XX.

O turismo tradicional é um fenômeno que se desenvolveu graças às facilidades de transportes massivos, dentro dos quais a aviação tem sido preponderante neste contexto.

Este tema representa para o Século XXI, um dos setores que devem mais crescer, nem tanto em sua dimensão econômica, se não na velocidade de seu desenvolvimento. As viagens ao estrangeiro triplicaram-se desde a década de setenta, passando de 179 milhões a nada menos que 613 milhões no final do século XX.

A Organização Mundial do Turismo ( Word Tourism Organization – WTO – OMT ), prognosticou um crescimento anula de 4,3% para os próximos anos prospectivamente, para os quais calcula-se em 1.6 bilhões de viagens internacionais até o ano 2020.

Não obstante, as preferências mantiveram-se invariáveis com relação ao turismo de grandes distâncias. O hemisfério norte abarca 70% dos turistas internacionais, mas com a recente crise no setor de aviação e de viagens, decorrentes dos ataques terroristas em Nova Iorque e a Guerra no Afeganistão bem como a possibilidade de ameaça bacteriológica, deverão favorecer o incremento de fluxo turístico para países em vias de desenvolvimento como o Brasil, fazendo emergir aos olhos do mundo suas potencialidades de paraíso tropical, especialmente nas cidades nordestinas e litorâneas, com capacidade natural, relativamente intocada.

O ecoturismo é um fenômeno relativamente novo e é considerado como um dos segmentos que mais está crescendo destro do turismo. Este se baseia no uso sustentável dos recursos naturais permitindo ao turista participar em atividades que se realizam na natureza, de onde se incluem alguns esportes vinculados a este tema como são as canoagens, o “trekking”, escaladas em montanhas e serras, observação da fauna e da flora local, etc.

O ecoturismo tem um impacto econômico como setor particular e como parte da atividade turística em geral. Por sua natureza, ele estimula o aumento da criação de micro, pequenos e médios negócios, tanto rurais como urbanos. Envolve um mercado bastante amplo e permanente: o dos turistas estrangeiros e dos nativos residentes no país. Tem mais potencial para crescer que outras atividades, também ligadas ao setor. Assim posto, o esta forma de turismo incrementa a produção de bens e serviços, gera empregos e receita nas localidades.

Sendo assim, é uma atividade integral do turismo e, como tal, pode surtir o impacto sócio-econômico nacional que é próprio a este setor: produção de bens, auge nos serviços, valorização do comércio varejista e atacadista, melhoria nas finanças da população, criação de postos de trabalho, receitas fiscais locais elevadas, divisas nacional incrementadas, investimentos externos no lugar e melhoria dos serviços públicos.

O ecoturismo pode contribuir para o desenvolvimento quantitativo e qualitativo de um dos mais importantes setores da economia na atualidade: o turismo. Contribui para lhe dar um caráter sustentável, tanto em termos sociais como ambientais.

Hazle saber al autor que aprecias su trabajo

Tu opinión vale, comenta aquíOculta los comentarios

Comentarios

comentarios

Compártelo con tu mundo

Escrito por:

Cita esta página
Braga Rodrigues Julênio. (2004, octubre 3). Ecoturismo. Uma alternativa para o Desenvolvimento. Recuperado de https://www.gestiopolis.com/ecoturismo-uma-alternativa-para-o-desenvolvimento/
Braga Rodrigues, Julênio. "Ecoturismo. Uma alternativa para o Desenvolvimento". GestioPolis. 3 octubre 2004. Web. <https://www.gestiopolis.com/ecoturismo-uma-alternativa-para-o-desenvolvimento/>.
Braga Rodrigues, Julênio. "Ecoturismo. Uma alternativa para o Desenvolvimento". GestioPolis. octubre 3, 2004. Consultado el 15 de Octubre de 2018. https://www.gestiopolis.com/ecoturismo-uma-alternativa-para-o-desenvolvimento/.
Braga Rodrigues, Julênio. Ecoturismo. Uma alternativa para o Desenvolvimento [en línea]. <https://www.gestiopolis.com/ecoturismo-uma-alternativa-para-o-desenvolvimento/> [Citado el 15 de Octubre de 2018].
Copiar
Imagen del encabezado cortesía de edomex en Flickr
DACJ